terça-feira, junho 22, 2010


Meu olfato sorrateiramente espreita teu cheiro, meu paladar aceita somente os sabores do teu templo...
Suores afrodisíacos, desencadeando novas sensações a cada sentir...
Frenesi de palavras, gestos, interjeições desconexas e lúcidas pronunciadas ao mesmo tempo...
Infinito...Eterno, enquanto lembrança presente... divino...instante de luxúria e adoração...tempo...finito.

Kika Tubino

Nenhum comentário:

Postar um comentário